Terça-feira, 6 de Outubro de 2009

Mem Martins vs Murteirense

Numa tarde quente de Outono, o Mem Martins recebeu em jogo a contar para a 1ª Eliminatória da Taça A.F.L. o Murteirense, equipa que tal como o Mem Martins é o 4º classificado com 6 pontos do campeonato da 1ª divisão da A.F.L., mas da série 1.

O jogo começou equilibrado, com alguma predominancia da equipa da casa mas sem grande intensidade, algumas jogadas interessantes mas sem causar danos na defensiva contrária. O Murteirense jogava um futebol algo desligado, mas foi conseguindo equilibrar a partida, até que aos 12 min., abertura na esquerda, e perante alguma passividade defensiva dos da casa, a bola é cruzada rasteira sem que ninguém a intercepta-se passado por todos para aparecer completamente solto ao 2º posta Joca a encostar com facillidade e a inaugurar o marcador.

Algo injusto este resultado, pois até aí o Murteirense nada tinha feito para o justificar, mas no futebol os golos é que contam e os erros pagam-se caros.

O Mem Martins não reagiu de imediato ao golo e embora tenha criado algumas jogadas de ataque, os poucos remates resultantes das mesmas morriam sempre nas mãos do seguro G. Redes Beto. Por sua vez o Murteirense ia aproveitando para em contra ataque não deixar sossegada a defensiva dos da casa.

Na 2ª parte tudo mudou, o Mem Martins entrou com uma firme vontade de mudar os acontecimentos, e com uma grande dinâmica e maior velocidade de jogo começou logo a empurrar o Murteirense para o seu meio campo. Logo aos 2 min. Dju abre na esquerda para Nené, que cruza, não aparecendo ninguém para a emenda à frente da baliza. Aos 4 min. Rijo remata de cabeça para defesa difícil de Beto, estava dado o mote e começava a realçar a qualidade do G. Redes do Murteirense, que pelo jogo fora e com um punhado de boas defesas tudo fez para segurar o resultado.

Até que aos 16 min. o Mem Martins chega ao empate, cruzamento da direita, a defesa alivia mal e a bola vai parar aos pés de Dju que descaido sobre a esquerda, remata de pé direito ao segundo poste, fazendo um golo de bandeira (grande golo).

Se a equipa da casa estava motivada, este golo ainda mais os fez acreditar, e aos 22 min. Hélder remata na pequena área e Beto defende à queima roupa evitando o golo. O Mem Martins ia carregando e o Murteirense tentava segurar o 1-1, sem conseguir grande reação, e aos 33 min. num pontapé de baliza do Murteirense, Romeu no ar corta e coloca a bola na frente em Nené, que vendo Vilas a aparecer desmarcado na esquerda lhe endossa a bola e este com um remate forte e colocado faz mais um grande golo.

De imediato o treinador do Murteirense faz 2 substituições, metendo um 2º ponta de lança e embora a partir daqui esboçá-se alguma reação, mas o Mem Martins conseguia controlar o jogo, embora baixa-se um pouco o ritmo que até aí vinha imprimindo à partida. Com maior ou menor dificuldade o Mem Martins lá iá resolvendo as situações, mas numa falha de marcação deu algum espaço ao possante Rui Vaz, o qual com um remate potente bateu Marco. O empate estava feito, embora injusto para os da casa adivinhava-se o prolongamento, mas os nossos rapazes não queriam horas extra e voltaram a carregar sobre a defensiva do Murteirense, e ao 2º min. dos descontos (o Árbitro deu 4), numa jogada de insistencia, Dju é puxado na zona frontal à entrada da área e o árbitro marca o respectivo livre. Era a última chance de tentar evitar o prolongamento, e aconteceu, Vilas bateu muito bem a bola por alto para o lado esquerdo da baliza de Beto, não dando a este a minima hipótese de defesa. Estava reposta a justiça no marcador.

Até ao fim o Mem Martins limitou-se a controlar os acontecimentos.

Em jeito de análise a este início de época da nossa equipa, e depois de termos visto os jogos com S. Iria e Agualva, ficamos com a ideia de que com esta mescla de jovens atletas( por exemplo: Neste jogo a média de idades da defesa, incluindo G. Redes era de 20 Anos - Marco(21), Yuri (19), Pedro, JoãoRicardo (20)) com os mais experientes nestas andanças (André, Nené, Hugo, Vilas, etc.) o Mem Martins pode fazer uma Época tranquila e quiçá, vir a intrometer-se na luta pelos lugares cimeiros, pois Crença, Atitude, Vontade e Espírito de grupo não lhes falta.

Publicado por MMSC às 11:12
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
partilhar
Segunda-feira, 15 de Dezembro de 2008

Juniores - 11ª Jornada

Foi com bastante prazer que este Sábado voltei a acompanhar a nossa equipa de Júniores, a qual muitas alegrias me deu nas duas últimas Épocas (1 subida de divisão à 2 anos e a equipa sensação da Honra da Época transata). Esta equipa é bastante jovem mas conta nas suas fileiras com atletas de muita qualidade aos quais prespectivo um futuro risonho.

Adivinhava-se um jogo díficil, no campo do 4º classificado, o Malveira, equipa que subiu este ano, que ainda não tinha perdido nos jogos em casa e que à semelhança do Mem Martins o ano passado está a ser a revelação deste início de campeonato.

O Mem Martins entrou muito bem no jogo, dominando a fase ininial e criando algumas oportunidades de golo, as quais foram sendo desperdiçadas, até que aos 23 min. o nosso avançado Medeiros numa jogada de contra-ataque em que o Amâncio de 1ª coloca a bola na frente, com um remate à entrada da área colocou a bola no canto superior esquerdo da baliza do Malveira obtendo um grande golo.

O Mem Martins continuou a dominar a partida, mas aos poucos o Malveira conseguiu equilibrar  o jogo e nos últimos 15 min. da 1ª parte assistiu-se a boas iniciativas de ambas as equipas, às quais as defesas iam dando boa resposta. O intervalo chegou com 0-1 a nosso favor, mas se fosse 0-2 ou 0-3 não escandalizaria.

Na 2ª parte o Malveira entrou no jogo com uma enorme vontade de mudar o rumo dos acontecimentos e empurrou-nos para a nossa defesa, dando muito trabalho aos nossos rapazes, e como consequência acabaria por chegar ao empate aos 55 min.

O Mem Martins conseguiu reagir rápidamente ao golo adversário e durante algum tempo assistiu-se a um jogo de parada e resposta em que qualquer equipa podia ter marcado.

O treinador Marco Moutinho, acreditava que podia vencer este jogo e resolveu refrescar a equipa, entrando Adler e Telmo para os lugares de Jailson (uma estreia na equipa),  e Fábio. Aos 80 min. num livre na direita apontado por João Gomes surge Iuri ao 1º poste a desviar para o 2º poste onde aparece Adler a finalizar de cabeça, estava feito o 1-2 o que provoca uma explosão de alegria nas nossas hostes, das quais o nosso atleta Vasco com um acto impessado faz alguns gestos e dirige palavras menos próprias para o banco adversários o que lhe valeu o cartão vermelho directo.  A jogar só com 10, o técnico vê-se obrigado a fazer alguns reajustes, tirando o já desgastado médio Daniel e os avançados João Gomes e Medeiros entrando para os seus lugares o defesa Helder e os médios Cabaço e Diogo Martins, mas a reação do Malveira foi ténue e o Mem Martins consegiu controlar o jogo. Aos 87 min. numa jogada de ataque pela esquerda conduzida por Lavinas, este cruza para a área onde aparece Diogo Martins, (tinha entrado 4 min. antes) a fazer o 1-3 final. Os 5 min. de descontos dados pelo árbitro, já pouco mais adiantaram.

Muito saborosa esta 1ª vitória fora da nossa equipa, a qual se alicerçou num excelente trabalho colectivo, onde todos trabalharam muito para o objectivo alcançado. Quero deixar no entanto aqui uma palavra de apreço para um jovem de 17 anos (Tiago Lopes) que só este ano chegou ao nosso Clube e que demonstra um querer, uma entrega ao jogo e um companheirismo impressionante (faz lembrar um misto do grande Capitão Serra e do Bonga), sendo sempre o 1º a motivar os colegas e a incentivá-los para a obtenção dos objectivos.

Pela negativa lembro o atleta do Malveira o qual não identifiquei, que ainda na 1ª parte deu uma dentada nas costas do nosso atleta Medeiros a qual deixou os dentes marcados. Penso que se deveria dedicar a outra actividade que não o Desporto, pois o que fez revela uma grande falta de formação cívica.

Um abraço

José Emídio

tags:
Publicado por MMSC às 22:18
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
partilhar
Quinta-feira, 29 de Maio de 2008

Uma época em palavras por...

 Fernando Rodrigues - Treinador dos Séniores 

Findada a época 2007/2008, pode-se dizer que os objectivos traçados no inicio pela equipa de séniores foram alcançados.
O objectivo principal deste ano era andar na parte de cima da tabela classificativa e tentar acabar nos 5 primeiros lugares, e na taça era atingir a eliminatória onde já entrassem as equipas da Divisão de Honra que correspondia à 3ª eliminatória.
Esses objectivos foram alcançados e superados de algum modo, tendo em conta que acabar em 4º lugar no campeonato, estando a disputar a subida até à ante-penúltima jornada e atingir as Meias Finais da Taça, foi algo que o mais optimista adepto ou sócio no inicio da temporada acreditaria.
Contudo  pode-se dizer que o ultimo mês do campeonato foi muito "doloroso" pois, a classificação e as performances alcançadas até à data, previa-se um final muito mais feliz. Era a altura de não poder falhar e foi nessa fase da época que a equipa sénior atravessa a maior crise a nível exibicional e atinge um decréscimo de forma enorme, deitando a perder um final de época de sonho, transformando esse mesmo sonho num grande pesadelo.
Havia equipas de grande valor neste campeonato, que tinham como objectivo principal subir de divisão e que se reforçaram para que isso acontecesse, e nós éramos considerados como uma agradável surpresa pois ninguem  nos considerava como favoritos para atingir os dois primeiros lugares.
Um plantel formado com jogadores que na sua maior parte eram oriundos dos escalões de formação do clube (de 27 jogadores inscritos, 21 foram jogadores das camadas jovens, 2 como seniores nunca jogaram em outro clube que não tenha sido o nosso e só 4 já tinham tido outras experiências em outro lados como seniores), é de louvar a excelente época realizada, fazendo crer que há alguns anos a esta parte, trabalhou-se muito bem nos escalões de formação.
Como se sabe é muito difícil reforçar o plantel com jogadores de valor e que tenham tido experiências em outros clubes, devido ás condições que o nosso campo apresenta (nomeadamente o tipo de piso), mas a qualidade dos nosso jovens, o empenhamento, a ambição, e acima de tudo o grande espírito de grupo e de amizade que temos, associados a um trabalho muito sério e muito "profissional" realizado durante o ano, foi recompensado com uma grande época para todos.
Sabendo que nesta altura das nossas vidas nínguem quer jogar num campo de piso de terra batida e que de 16 equipas do nosso campeonato só 4 apresentam as mesmas condições que nós, é de valorizar a coragem e o amor que esta rapaziada demonstra ao clube.
PARABÉNS.

 

Publicado por MMSC às 09:15
Link do post | Comentar | Ver comentários (35) | Adicionar aos favoritos
partilhar
Domingo, 25 de Maio de 2008

Crónica do Jogo - Juniores

Na ultima jornada da Divisão de Honra de Juniores, o Mem Martins recebeu a equipa do Tires, uma equipa que fez o campeonato descansado ficando a meio da tabela. Quanto ao Mem Martins o objectivo passava pela vitória de forma a garantir pelo menos o 6º lugar na época de estreia nesta divisão.

O jogo começou praticamente com o golo da equipa da casa, aos dois minutos, um remate do meio da rua é desviado pelas irregularidades do pelado, e desta forma o guardião da formação de Tires é surpreendido conseguindo dar apenas uma palmada para a frente. A aproveitar esta oferta aparece Medeiros para a recarga vitoriosa que pôs o Mem Martins cedo na frente da partida. O Mem Martins a partir daí aproveitou o embalo e jogou grande parte do 1º tempo no meio campo do Tires, tendo uma ou outra oportunidade de marcar mas que não foi concretizada. O Tires reagiu e conseguiu aproximar-se mais da baliza de Fábio, mas nunca conseguiu nenhuma oportunidade soberana de ameaçar as redes dos da casa. Desta maneira chegámos ao intervalo com o Mem Martins a ganhar pela margem mínima, resultado que se aceitava ao intervalo.

No recomeço da partida, o Mem Martins criou mais uma oportunidade de golo através dum remate de Fitas que passou a milimetros do poste da baliza do Tires. Mas a partir desse momento, o jogo ofensivo da equipa visitada passou a ser mais confuso, com imensas perdas de bola. Os visitantes aproveitaram isso para jogar mais ao ataque, com ataques rápidos por parte dos seus jogadores mas que a defensiva do Mem Martins foi resolvendo. Os jogadores da casa prendiam muito a bola, até quando tinham boas oportunidades de "matar" o jogo, o que deixou o jogo em suspense, porque um golo do Tires iria alterar tudo. Mas tal não aconteceu, e assim o Mem Martins somou os ultimos 3 pontos da época, garantindo o 6º lugar na tabela classificativa, o que tendo em conta ser o ano de estreia e as imensas dificuldades passadas ao longo da época, pode considerar-se um resultado muito bom. 

Publicado por MMSC às 14:56
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
partilhar
Terça-feira, 20 de Maio de 2008

Crónica do Jogo - Juniores

Na penúltima jornada deste Campeonato da Honra de Juniores, o Mem Martins deslocou-se até à Póvoa de Santa Iria para defrontar a equipa do Povoense num jogo para cumprir calendário, visto as duas equipas estarem descansadas na classificação.

O Mem Martins iniciou a partida mais forte estando perto da baliza adversária com mais frequência e perigo, logrando chegar ao golo por intermédio de Diogo Medeiros, que no interior da área aproveita pa rematar para o fundo das redes. Mas os visitados reagiram e através de uma bola lançada nas costas da defensiva do Mem Martins, Ricardo é ultrapassado e David na cara de Fábio não perdoou atirando para o empate. O jogo estava equilibrado mas seria a equipa da casa a marcar mais uma vez, depois de um atacante ter furado pelo lado direito da nossa defensiva, cruza para o centro onde aparece o centro campista adversário solto de marcação a rematar mais uma vez sem hipotese para Fábio. De repente o Mem Martins viu-se a perder, num espaço de 5 minutos tinha sofrido dois golos. Mas a nossa equipa reagiu e chegou mesmo a auferir de grandes oportunidades de golo mas a pontaria e a sorte não eram das melhores. E como quem não marca sofre, num canto, o capitão da equipa da casa aparece solto a cabecear para o terceiro da sua equipa. E assim fomos pa intervalo com o resultado a premiar a eficácia dos da casa e a castigar a falta de pontaria da nossa equipa.

Na segunda parte, o Mem Martins mudou o seu figurino táctico, apresentando um 4-4-2 onde a técnica foi substituida pela força a meio campo e passou-se a jogar mais directo para os homens da frente. E logo no minuto inicial da 2ª parte, o Mem Martins teve oportunidade de marcar, mas Fitas de trivela atirou por cima da baliza quando apenas tinha o guarda redes pela frente. O jogo entrou depois numa toada morna, sem grandes oportunidades, até que numa bola parada, André aproveita para desviar a bola para o fundo da baliza recolocando o Mem Martins na discussão da partida. Mas pouco depois, um erro do central Pedro Emídio que falha a antecipação permite ao ponta de lança adversário fuzilar Fábio dilatando para 4-2. Ainda havia bastante tempo para jogar, e num campo das dimensões daquelas tudo podia acontecer. Então o Mem Martins lançou-se no ataque, tendo várias boas oportunidades. O ainda juvenil Rui tentou surpreender o guardião adversário mas sem sorte, a bola foi embater na barra. Pedro Emídio no seguimento de uma bola parada e em boa posição atirou a rasar a barra. Entre outras tantas perdidas que penalizaram a nossa equipa, numa tarde em que esteve bastante perdulária.

Assim o jogo terminou, resultado injusto tendo em conta as oportunidades criadas, mas o futebol é assim, feito de sorte e azar, e quem marca mais ganha, foi o que aconteceu nesta partida. Para a semana, a nossa equipa recebe o Tires na última jornada deste ano com o objectivo de pelo menos não deixar escapar a 6ª posição neste ano de estreia na Divisão de Honra.

Publicado por MMSC às 14:35
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
partilhar
Segunda-feira, 5 de Maio de 2008

Juniores - 27ª Jornada

 2 - 1 

 1º Dezembro

MEM MARTINS

Campo Conde Sucena - S. Pedro de Sintra

Árbitro: Joaquim Leitão

Equipas Iniciais:

1

João Nunes

89

Fábio Ricardo 

22

Sergio  18'   63'

28

Luis Ramirez  84'

3

João Videira

4

João Oliveira  75'

2

André  69'

3

Pedro Emídio (Cap.)  50'

6

Josemar

99

Ricardo  62'

25

Kiko  48'  89'

23

Daniel

18

Orlando  55'  68'

9

André Alves

10

Rodrigo (Cap.)

69

João Paulo   32'

5

Amadu

46

Fitas

17

Samuel  68'

8

Medeiros

9

Jorge

17

Ivan Sá  58'

Suplentes:

12

Ricardo

12

Serginho

16

Jonatas  89'

7

Vitorino

20

Diogo

25

Lebre  84'

14

Edgar  68'   70'

20

Eliseu  58'  92'  (fim do jogo)

19

Rolis

41

Ismael  32'

13

Ivo 

 

 

 8

Gonçalo  68'

 

 

Equipa Técnica:

   Treinador: Eduardo Batista

    Treinador: Ângelo Caetano 

   T. Adjunto: José Carlos

   T. Adjunto: Rui Luz

    Delegado: Carracha

    Delegado: José Emídio

Massagista: Luis

Massagista: João Valente

Marcadores:
32

João Videira

65

André Alves

49

João Videira

Mais um derby sintrense neste Campeonato da Honra, desta vez o Mem Martins deslocou-se ao terreno do 1º Dezembro numa partida em que apenas um ponto separava as duas formações.

O jogo iniciou-se bem depois da hora prevista, devido ao atraso de um jogo de Infantis. O inicio da partida foi morno, com a partida a não ser jogada com muita intensidade. Com o passar do tempo o 1º Dezembro começou a ganhar supremacia, enquanto que o Mem Martins ia respondendo com jogadas rápidas desenvolvidas pelas laterais. Mas o equilibrio era tal que só mesmo através de uma bola parada, nomeadamente um canto é que viria a ser inaugurado o marcador, através de Videira que cabeçeou sózinho no centro da área. Os visitados colocavam-se na frente da partida. O Mem Martins acusou o golo e passou por uma fase menos boa, mas chegaria ao intervalo a perder pela margem mínima.

No recomeço da partida, o Mem Martins regressou com nova disposição táctica e pronto a inverter o rumo da partida. Mas passados 5 minutos um rude golpe nas ambições da equipa foi disferido mais uma vez por Videira, que do meio da rua e de primeira, apanha a bola no ar e remata para um grande golo. Um balde de água fria para a nossa equipa, que ainda assim reagiu e foi para a frente. Numa falta sobre Fitas, o lateral direito da casa é expulso por acumulação de amarelos. Na marcação do mesmo livre, Fitas coloca a bola na área, e André com grande sentido de oportunidade cabeceia para o fundo das redes recolocando os forasteiros na discussão do resultado e com mais uma unidade em campo. E assim foi, o Mem Martins carregou até deixarem... (já lá vamos). Fitas teve mesmo uma grande oportunidade para marcar na marcação potente de um livre directo, que o guardião da casa em grande voo vais buscar fazendo a defesa da tarde. Mas depois, lá veio a bela da compensação pela expulsão anterior. João Oliveira faz falta sobre o avançado que ia embalado, falta bem assinalada, mas... vermelho directo para o jogador do Mem Martins! Decisão completamente errada, julgando ser o ultimo homem, que não era visto Ricardo já tar a aparecer por trás na dobra, na qual o árbitro assistente (assistente?? deve ser mesmo só fiscal de linha), viu mas depois do seu colega de equipa ter expulso mal o nosso jogador, não teve coragem de corrigir o mesmo. Os grandes homens vêm-se nas suas acções...

Até final, o jogo esteve completamente partido, com a bola a rondar as duas balizas mas sem haver mais golos. Fim de jogo com mais um jogador do Mem Martins, neste caso Eliseu a ser expulso por palavras, num triste final de partida. Com este resultado o Mem Martins caiu para o 6º lugar e mais grave, viu-se privado de 3 jogadores: João Paulo por lesão, e João Oliveira e Eliseu por acção disciplinar. Quando o plantel é curto e leva estes cortes é complicado, felizmente o campeonato dos Juvenis terminou e vamos ter mais gente para ajudar a alcançar a melhor classificação possível.

Publicado por MMSC às 15:47
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
partilhar
Terça-feira, 29 de Abril de 2008

Crónica do Jogo - Juniores

Depois de na semana anterior a nossa equipa ter batido o pé ao líder de então, o Linda Velha, esta semana seria a vez de defrontar o Oriental de Lisboa. Um jogo em que nenhuma das equipas tinha algo a ganhar ou a perder, apenas o brio e o orgulho de cada emblema em disputa.

O jogo começou com o Mem Martins bastante apático, contrastando com a prestação da semana anterior, permitindo alguns lances por parte dos forasteiros, os quais Fábio foi resolvendo para desespero dos jogadores do Oriental. Ainda assim uma primeira parte muito "morta", nos quais a desorganização e a falta de ambição das equipas levava ao mau espectáculo a que se assistia.

No retorno das cabines para a segunda parte a toada manteve-se, embora os papéis tenham se invertido, com o Mem Martins a ser o menos mau e a criar alguns lances ofensivos interessantes. E numa bola parada, mais propriamente num canto, surgiria o primeiro golo da partida. Medeiros bem no coração da área, faz a rotação e remata à meia volta para o fundo das redes inaugurando assim o marcador. A festa dos da casa foi curta e o Oriental, apenas 2 min depois viria a igualar através de um livre sobre a direita do seu ataque cobrado pelo pé esquerdo de Fábio Silva, que deixa o guardião da casa mal na fotografia, visto não ter feito tudo o que estava ao seu alcance neste lance. O jogo animava com os golos, aumentando o seu ritmo. E mais uma vez na marcação de um canto, bola no centro da área e mão na bola por parte dum jogador forasteiro. João Paulo chamado à conversão do castigo máximo não perdoa e coloca mais uma vez o Mem Martins em vantagem. A partir dai a equipa lisboeta tentou reagir através de ataques rápidos, e chegou a ter mesmo uma grande oportunidade de voltar a empatar, mas desta vez Fábio redimiu-se do erro no golo adversário e fez uma grande defesa com uma saída destemida aos pés do dianteiro.

O jogo iria chegar ao fim com a vitoria da equipa da casa, que somou 2 vitórias nesta jornada dupla em casa, e aproveitou a escorregadela de adversários directos na classificação para subir ao 4º posto. Para a semana há mais um derby neste campeonato, com a deslocação do Mem Martins a São Pedro de Sintra para defrontar o 1º Dezembro

Publicado por MMSC às 23:24
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
partilhar
Quarta-feira, 23 de Abril de 2008

Crónica do Jogo - Séniores

Em jogo a contar para a 26ª Jornada, o Mem Martins recebeu na Quinta do Recanto o Palmense. Depois do empate cedido na jornada anterior era de vital importância vencer este jogo para que o objectivo da subida de divisão se mantive-se.

Sem surpresas e como é apanágio desta equipa, os nossos atletas entraram no jogo a todo o gás, pretendendo com isso evitar alguma surpresa (o Palmense, vinha de 3 empates consecutivos, dois dos quais com os candidatos Sacavenense e Fontainhas), e fruto desse querer, chegou ao golo logo aos 4 min., na sequência dum livre à entrada do meio campo adversário, a bola é metida na grande área onde Nené de cabeça coloca a bola nas costas da defesa, onde aparece  Seco a encostar para o fundo das redes. Melhor começo era díficil.

Mesmo em vantagem, o Mem Martins continuou ao ataque criando várias ocasiões de golo, e foi sem surpresa que aos 33 min. Jonny responde da melhor forma a um cruzamento de Serginho e faz o 2-0. Aos 38 min. os da casa vêm-se obrigados a substituir por lesão o melhor marcador da equipa Nené, entrando para o seu lugar, Larson. A equipa não se ressentiu, dominando o Mem Martins a seu belo prazer e a 1ª parte terminou sem que o Palmense criá-se qualquer situação de perigo para a baliza de Bruno.

A 2ª parte começou com o Mem Martins a controlar o jogo, jogando agora contra o vento, o que poderia criar mais dificuldades, mas tal não aconteceu, e logo aos 5 min. Serginho lança Rui Cardoso no corredor esquerdo, este ganha em velocidade e cruza para a grande área, onde aparece Seco a rematar para o seu 2º golo da tarde. Pouco tempo depois (13 min.) numa jogada de contra-ataque, a bola é lançada nas costas da defesa do Palmense para a velocidade de Larson que na cara do guarda-redes não perdoa, fazendo o 4-0.

A partir dáí, o Mem Martins sentiu que o jogo sentenciado, e o Mister Fernando começou a rodar o plantel fazendo descansar alguns atletas mais utilizados, entrando aos 61 min. Moases Dju e Gomes para o lugar de Vilas e Rui Cardoso. O jogo continuou com o Mem Martins a carregar sobre a defesa do Palmense, principalmente através da velocidade de Moases Dju, que pôs a cabeça em água aos defesas contrários, que teve como consequência a expulsão do defesa direito Valter aos 73 min. após uma entrada mais dura, quando Moases já lhe escapava. Aos 75 min., novas substituições, ao entrarem João e Jerónimo para os lugares de Jonny e Fábio Santos. O jogo foi caminhando para o fim com o Mem Martins a ter sempre o controlo da partida.

Victória importante e moralizadora da nossa equipa em vésperas da dificil deslocação ao campo do Tires, onde esperamos que a massa associativa esteja presente em força para apoiar a equipa.

Publicado por MMSC às 00:35
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
partilhar

Mais sobre mmsc

Nós apoiamos o Mem Martins

Posts Recentes

Mem Martins vs Murteirens...

Juniores - 11ª Jornada

Uma época em palavras por...

Crónica do Jogo - Juniore...

Crónica do Jogo - Juniore...

Juniores - 27ª Jornada

Comentários Recentes

Olá, gostaria de saber quando começa os treinos de...
Gostaria de saber se ainda estão a decorrer os tre...
Bom dia, gostaria de saber até quando estarão aber...

Arquivos

Pesquisar neste blog